Qualidade e Sustentabilidade

A Biovegetal tem como missão ser uma referência de excelência em todos os sectores em que actua, alcançar e manter os mais exigentes padrões de Qualidade, em todas os seus processos e áreas de actividade, criando valor para os seus accionistas, satisfazendo a necessidade dos seus clientes e proporcionando aos seus colaboradores o desenvolvimento de competências, conhecimento, criatividade e inovação.

O Compromisso da Biovegetal é:
  • Garantir a satisfação total dos seus clientes e partes interessadas, identificando as suas necessidades e expectativas, bem como, criar valor e melhorar a sua posição competitiva;
  • Desenvolver as pessoas, identificando as competências necessárias para a realização das suas funções e proporcionando condições para um ambiente de motivação e elevado desempenho;
  • Gerir os processos com informação integrada e de qualidade, suportada em sistemas de informação, para que as decisões sejam tomadas sobre bases factuais e objectivas;
  • Seguir os mais elevados padrões de qualidade, aplicando as normas de referência nos seus processos produtivos, na qualidade e sustentabilidade dos seus produtos, na segurança alimentar e na Segurança no Trabalho.
  • Promover a protecção ambiental, a prevenção e controlo integrado da poluição e a utilização eficiente da energia, optimizando a utilização dos recursos naturais e energéticos melhorando continuamente o seu desempenho;
  • Cumprir estritamente a legislação em vigor, normativas aplicáveis e obrigações de conformidade;
  • Evoluir na aplicação de técnicas de gestão que fomentem a inovação dos produtos e serviços, que permitam responder continuamente às necessidades de mercado;
  • Estabelecer objectivos mensuráveis de melhoria em todos os seus processos mediante estratégias e planos anuais de actividade e de negócio, definindo as actuações necessárias para os atingir.
  • Avaliar de forma sistemática os seus Sistemas de Gestão de Qualidade, Ambiente, Segurança e Sustentabilidade, através de auditorias identificando áreas de melhoria e programas correctivos, apoiados na participação de toda a organização.

Melhoria Continua

Na ótica da melhoria contínua dos processos e da mobilização de todos os colaboradores em princípios da qualidade, a empresa decidiu implementar uma metodologia que a auxiliasse nesse sentido. Surgiu, assim, no Plano de Melhoria da Qualidade, a oportunidade de integrar nas atividades diárias e projetos estratégicos da empresa a filosofia Kaizen-Lean.

A implementação desta metodologia na BIOVEGETAL iniciou-se em finais do ano de 2014

A implementação desta metodologia na BIOVEGETAL iniciou-se em finais do ano de 2014 envolvendo mais de 90% dos seus colaboradores na mudança (Kai) para melhor (Zen).

Esta metodologia é praticada globalmente, sendo indiferente a barreiras linguísticas e educacionais, e é eficaz tanto em indústrias produtoras como em indústrias de serviços, ou seja, é independente da dimensão das organizações. Para além disso, auxilia na otimização dos processos com práticas lean e eliminação de desperdício. Desde o inicio da sua implementação a BIOVEGETAL já teve reduções dos seus custos de transformação em mais de 17% e uma redução de custos fixos entre 23-25%.

ISCC

ISCC é um dos principais sistemas de certificação para a sustentabilidade e para emissões de gases de efeito de estufa. Em Julho de 2011, a Comissão Europeia reconheceu o ISCC como um dos primeiros esquemas de certificação que demonstra o alinhamento total com os requisitos da Directiva europeia para as Energias Renováveis (RED).

A Biovegetal está certificada pelo ISCC desde dezembro 2013

Certificação ISCC pode ser aplicada para cumprir com os requisitos legais nos mercados de bio energias bem como para demonstrar a sustentabilidade e a rastreabilidade da matéria prima na comida, alimentação animal e industrias quimicas.

A Biovegetal é certificada pelo ISCC desde dezembro 2013, em quase toda a sua cadeia de valor, nomeadamente como primeiro ponto de recolha de óleos usados de cozinha, na refinação de óleos vegetais e óleos usados de cozinha, na fabricação de biodiesel e como trader com armazenagem dos diversos produtos com que trabalha, designadamente colza, girassol, soja, palma, óleos alimentares usados, gordura animal de categoria 3 e resíduos alimentares.

Decreto-Lei número 150/2015, de 5 Agosto, estabelece as obrigações a serem cumpridas pelos operadores do estabelecimento, para impedir perigos e limitar consequências sérias de acidentes implicando substâncias perigosas. Cumprindo com os termos do nr.1 do artigo 30 respeitante à obrigação dos Operadores de manter permanentemente disponível ao público, concretamente em formato electrónico, a informação que faz parte do Anexo VI do Decreto-Lei nº 150/2015, a Biovegetal disponibiliza a seguinte informação:

Informação a comunicar ao público no âmbito da Directiva SEVESO

Politica Prevenção de Acidentes Graves (PPAG)